Blog

Documentos da indústria sobre substâncias tóxicas disponíveis publicamente

arquivo

Os advogados da Brayton Purcell LLP representam pessoas que foram feridas pela exposição ao amianto e outras substâncias tóxicas, incluindo berílio, sílica, pó de carvão, nicotina, glifosato, gases de escape de diesel, fumos de soldadura, retardadores de chama, MTBE e outros. A exposição indevida pode ocorrer no local de trabalho, no ambiente, em casa ou pelo uso de produtos perigosos.

We recently posted a blog here about a $37 million compensatory damage verdict against Johnson & Johnson and its talc supplier in a lawsuit alleging that a banker contracted mesothelioma from decades of using talcum powder contaminated with asbestos fibers. Reuters reports that in phase two of that New Jersey trial, the jury awarded an additional $80 million in punitive damages and that the defendants are appealing.

Como escrevemos anteriormente, a CVN informou que a prova nesse julgamento era um documento interno da empresa de 1969 sobre o amianto no talco.

Num desenvolvimento relacionado, uma grande base de dados de documentos similares da indústria está agora disponível ao público. O Toxic Docs, um projeto baseado na Universidade de Columbia e na Universidade da Cidade de Nova York, oferece um banco de dados gratuito e pesquisável de “milhões de páginas de documentos previamente classificados sobre venenos industriais”.

A equipe do projeto inclui ilustres profissionais acadêmicos, científicos e históricos nas áreas de saúde pública, análise de dados, saúde ocupacional e saúde ambiental.

Relevante para o relatório que fizemos aqui sobre o risco de amianto no talco, um blog no site Toxic Docs chamado “Asbestos and Talc: A Toxic Docs Special Collection” descreve como os usuários podem construir uma pesquisa para obter documentos sobre este tópico.

Compartilhar